EU SOU

Minha foto
São José dos Campos, SP, Brazil
“A vida é a descoberta de quem somos." contato: rosicleidedavid@ymail.com
Se até o SiLêNcIo guarda em si pAlAvRaS caladas. O que deve haver sem as palavras?

...Nos meus intervalos, eu passo por aqui...

Revelo a colheita do que plantei durante o dia,

Faço uma breve análise do que está em mim ou do que se passa ao meu redor,

Ou simplesmente deixo fragmentos de sonhos...

ATENÇÃO:


Os textos de minha autoria são protegidos pela lei n° 9.610 de 19-02-1998, “lei dos direitos autorais”.

Votem em Palavras Lapidam

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Nada explica

"Nada explica nem consola. 
Tudo está certo depois. 
Mas a dor que nos desola, 
A mágoa de um não ser dois 
Nada explica nem consola."


Hoje, eu fico com este trecho da poesia de Fernando Pessoa...
Realmente, nada explica.
Não é o primeiro texto que vai dizer que a vida é feita de encontros e despedidas. 
Todos nós já sabemos disso, e parecemos já nascer preparados.
Doce teoria!
Essas palavras de Fernando Pessoa expressam muito bem o que sinto 
quando penso no que ficou apenas na intenção. Histórias que pareciam 
perfeitas, mas que não saíram do papel. Um amor que duraria por toda 
a vida, mas que a tentativa de vivê- lo foi como a tentativa de conter a beleza da água por entre os dedos. 
E os protagonistas da história fizeram tudo o que estava no texto, mas a atuação os levou para outro caminho,
porque cada um interpretou a descrição da história de uma maneira diferente e as emoções distintas modificaram 
o fim da trama.
Fica então, essa mágoa do que não aconteceu, a dor que vem bater à porta quando as lembranças nos visitam.
Tudo bem, como meu caro Fernando escreve, "tudo está certo depois". Porém nada explica, nem consola. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário