EU SOU

Minha foto
São José dos Campos, SP, Brazil
“A vida é a descoberta de quem somos." contato: rosicleidedavid@ymail.com
Se até o SiLêNcIo guarda em si pAlAvRaS caladas. O que deve haver sem as palavras?

...Nos meus intervalos, eu passo por aqui...

Revelo a colheita do que plantei durante o dia,

Faço uma breve análise do que está em mim ou do que se passa ao meu redor,

Ou simplesmente deixo fragmentos de sonhos...

ATENÇÃO:


Os textos de minha autoria são protegidos pela lei n° 9.610 de 19-02-1998, “lei dos direitos autorais”.

Votem em Palavras Lapidam

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Retribuindo o Carinho



A poesia a seguir é da autoria de Elaine Castro, entre outras escritas cheias de alma, escolhi esta que fala sobre a "Liberdade". Pois, tenho que admitir que Liberdade está cada vez mais associada a palavra Autenticidade. A poesia diz que muitas vezes estamos presos por algemas invisíveis e que nos acomodamos à elas. Gosto quando "Ela escolheu uma nova versão", pois acredito que todos temos o direito de nos reinventar, de mudar o caminho.
Autenticidade pra mim, não é ser o do contra, é simplesmente "ser sem culpas" e interagir-se à existência, portanto harmonizar-se.

Para conferirem mais, cliquem e visitem o VISÕES DE UM SER .

Bom, chegou a esperada hora de...

LIBERTAR-SE

E de repente, viu-se nua - despida de todos os valores conquistados até aqui...
Sentiu  a carne e o medo dos que já foram.
Estava liberta.
Mostrou a face.
Recebeu uma prova.
Retirou as algemas, estava pronta para voar!
Livre.
O gosto amargo que sentiu em sua boca
Transbordou e reluziu em todo o seu ser.
Não era mais a pessoa aterrorizada, acuada - prisioneira.
Se fez refém, agora, somente a ela pertence a incumbência da transformação,
Procurou refúgio.
Libertar-se nem sempre é tão fácil.
Muitos preferem continuar presos em suas algemas invisíveis.
Ela escolheu uma nova versão.
Deixou tudo para trás.
Deseja imersão.
Mergulhou em um rio.
Amanheceu no mar.
Nas ruas desertas a encontrarás.
Contente! Seu olhar é lúcido e transparente.
Parece uma criança...

Elaine Castro

5 comentários:

  1. Nossa Rose, como eu disse a princípio fiquei sem palavras, com o carinho e atenção recebidas. E vindo de você, uma pessoa que gosto mesmo sem conhecer pessoalmente e que penetro em seu mundo através da sua poesia e suas frases marcantes.
    Olha você captou plenamente a mensagem e foi isso o que mais gostei, porque muitas vezes tentamos mas não conseguimos transmitir exatamente aquilo da forma como tínhamos imaginado.
    Enfim, amei, obrigada mesmo Rose.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Lindaaaaaaa como sempre a poesia de Elaine, parabens Rosi pela homenagem a nossa lindona.

    Bom fim de semana.
    Meu carinho

    ResponderExcluir
  3. Oi,Rosi!Passando para conhecer seu blog, sou amiga da Nane, realmente ela escreve muito bem,como disse a pouco pra ela,ela escreve com a alma na ponta dos dedos.
    Bela escolha!
    Um ótimo findi!
    Beijossss

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela visita, Dja!!!

    Sinal de que esse carinho pela Elaine é partilhado por muitos!!!

    Bom fds!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Flor de Lótus!!!

    Obrigada por visitar o meu cantinho!!!
    Essa, entre as outras da Elaine, é uma poesia encantadora!!!!

    Um ótimo fim de semana!!!

    ResponderExcluir