EU SOU

Minha foto
São José dos Campos, SP, Brazil
“A vida é a descoberta de quem somos." contato: rosicleidedavid@ymail.com
Se até o SiLêNcIo guarda em si pAlAvRaS caladas. O que deve haver sem as palavras?

...Nos meus intervalos, eu passo por aqui...

Revelo a colheita do que plantei durante o dia,

Faço uma breve análise do que está em mim ou do que se passa ao meu redor,

Ou simplesmente deixo fragmentos de sonhos...

ATENÇÃO:


Os textos de minha autoria são protegidos pela lei n° 9.610 de 19-02-1998, “lei dos direitos autorais”.

Votem em Palavras Lapidam

sábado, 4 de julho de 2009

Não quero escrever rimas, nem versos, não quero poesias. Mesmo quando as quero, não sei se são mesmo. Porque tantas vezes não conseguiria declamá- las e se em voz alta as lê-se seriam como textos, apenas idéias. Se as escrevo sobre rimas, versos, mesmo ainda não tão poéticas, escrevo porque talvez assim eu não me comprometa. Sim, porque um texto poderia ser uma declaração, um desabafo. E a poesia! A poesia é livre e de tão doce mesmo quando falo de tristeza, de mentiras, das verdades, mesmo assim em uma poesia as palavras ficam leves. Como é fácil dizer que você tem que cuidar da sua vida, que o amor pode não chegar... através das poesias. Através dos versos até o que a gente não quer ouvir fica bonito de se ler!
Eu não busquei as poesias, eu nem ligo pras rimas, números de versos, de estrofes, o que é isso?
Mas ela empreguina!
Só busco as palavras simples, que falem da minha vida simples. Nada de palavras esdruxulamente poéticas.
É começar falar em Deus que ela despeja, aí me rendo e esqueço que nem gosto tanto de escrever.
Eu sou mesmo uma poetisa rebelde.
No texto eu me perco
Mas a bendita poesia ordena as palavras
Dá linha ao pensamento
Escorre livre
Sem obrigação das rimas
Faz pauta
Reflete
E coloca as idéias no devido lugar.

Rosicleide David 04/ julho/ 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário