EU SOU

Minha foto
São José dos Campos, SP, Brazil
“A vida é a descoberta de quem somos." contato: rosicleidedavid@ymail.com
Se até o SiLêNcIo guarda em si pAlAvRaS caladas. O que deve haver sem as palavras?

...Nos meus intervalos, eu passo por aqui...

Revelo a colheita do que plantei durante o dia,

Faço uma breve análise do que está em mim ou do que se passa ao meu redor,

Ou simplesmente deixo fragmentos de sonhos...

ATENÇÃO:


Os textos de minha autoria são protegidos pela lei n° 9.610 de 19-02-1998, “lei dos direitos autorais”.

Votem em Palavras Lapidam

quinta-feira, 30 de julho de 2009

e aquele que assim o fizesse teria para si toda a beleza


Rosa

Sou rosa bela e delicada
Que espalha pelo ar uma doce e leve fragrância
Minhas pétalas vermelhas encantam
E passam uma mensagem de amor
Amor inofensivo.

Mas, os admiradores encantados com a fragrância
E com a beleza das pétalas vivas, envolventes
Esquecem haver também espinhos.

Se aproximam sem cuidados
Porque consideram beleza sinônimo de perfeição.

Se aproximam fixados apenas nas virtudes
E de tão encantados não percebem os espinhos.

Olham, observam parte de mim
Apenas a parte que lhes interessa
Só não percebem que para ter a rosa nas mãos
É preciso ter cuidado com os espinhos.

Mas, os admiradores de tão encantados
Sem cuidados
Na tentativa de alcançar tão virtuosa beleza
Sem se dar conta, tocam nos espinhos
E ferem- se.

Seria diferente se seus interesses não estivessem sempre na frente
Ofuscando a realidade.

Desapontados
Feridos, já não podem mais raciocinar
A dor parece maior que o encantamento
Traumatizados agora
Apenas enxergam os meus espinhos.

Seria diferente se apenas enxergassem
Sem idealizar
Se tivessem olhado realmente para mim
E admirado naturalmente do que sou feita
Então perceberiam que os espinhos podem ser arrancados.

Sim, com cuidado arrancariam espinho à espinho
Sem se ferir
E aquele que assim o fizesse teria para si toda a beleza
De doce e leve fragrância
E até, tão perto de ser perfeita
Ali em suas mãos
Inteiramente sua.


Rosicleide David 30/ julho/ 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário