EU SOU

Minha foto
São José dos Campos, SP, Brazil
“A vida é a descoberta de quem somos." contato: rosicleidedavid@ymail.com
Se até o SiLêNcIo guarda em si pAlAvRaS caladas. O que deve haver sem as palavras?

...Nos meus intervalos, eu passo por aqui...

Revelo a colheita do que plantei durante o dia,

Faço uma breve análise do que está em mim ou do que se passa ao meu redor,

Ou simplesmente deixo fragmentos de sonhos...

ATENÇÃO:


Os textos de minha autoria são protegidos pela lei n° 9.610 de 19-02-1998, “lei dos direitos autorais”.

Votem em Palavras Lapidam

domingo, 9 de agosto de 2009

A dor quando forte parece doer na alma

Dor

Duvido ter alguém
Que não se desestabilize com a dor física.
Eu sinto dor e fico vulnerável
Parece que o raciocínio fica impossibilitado
Por essa sensação incontrolável.
E a coluna vertebral já não é mais a estrutura do corpo
E sim, a estrutura da alma.
A dor quando forte parece doer na alma
Por isso estou escrevendo esta poesia,
um tanto dolorida,
Para ver se passa a dor da alma.
Essa dor em se sentir frágil
Adoecida.
Algumas vezes, eu ainda tento driblar
Tento usar dos poderes da minha mente
Não dizem que a mente tem poder?
Quem sabe, o de anestesiar uma dor?
Sim, tento me concentrar
Respiro fundo
Deito
Viro para um lado
Viro para o outro.
Mas, a dor vence
E eu a engano
Quando resolvo tomar o santo remédio
Mais um comprimido
Mais um pouco de medicação...
Mais um pouco dessas drogas.
E por falar nisso,
Já estão fazendo efeito
A dor está passando
A inspiração está sumindo.


Rosicleide David 09/ agosto/ 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário