EU SOU

Minha foto
São José dos Campos, SP, Brazil
“A vida é a descoberta de quem somos." contato: rosicleidedavid@ymail.com
Se até o SiLêNcIo guarda em si pAlAvRaS caladas. O que deve haver sem as palavras?

...Nos meus intervalos, eu passo por aqui...

Revelo a colheita do que plantei durante o dia,

Faço uma breve análise do que está em mim ou do que se passa ao meu redor,

Ou simplesmente deixo fragmentos de sonhos...

ATENÇÃO:


Os textos de minha autoria são protegidos pela lei n° 9.610 de 19-02-1998, “lei dos direitos autorais”.

Votem em Palavras Lapidam

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

escrevendo para me compreender e falando para ser compreendida

Escrevo porque preciso alinhar os pensamentos, até mesmo aqueles que não parecem sair de mim. Eu escrevo quando preciso de um conselho, sim, solto as palavras na folha ou nesta tela e depois as junto e me oriento. Escrevo sobre mim, escrevo sobre a vida, escrevo sobre o que vejo, sobre o que sinto e sobre o que não sinto. Deve ser por isso que é tão difícil escrever de forma romântica, versos tais como: Não posso viver sem você! Você é minha vida!... Enfim esses versos que encontramos também nas músicas românticas. Não que eu não ame, que eu não tenha sensibilidade. Na verdade, é que eu não poderia reduzir o sentido de minha vida apenas ao amor de uma pessoa, e nem espero que façam isso por mim, isto não torna o amor maior ou menor. Porque faz parte da minha vida até aquela criança que eu vejo na rua correndo atrás do pipa e que nem me percebe. A vida está cheia de sentidos, espalhados aos quatro cantos, evidentes ou não, e estou aberta à eles. Uns são mais evidentes, como você que não me sai da cabeça. Escrevo para esclarecer o que em palavras ditas poderiam confundir mais ainda. E não consigo falar tão bem quanto escrevo. Mas continuo falando e escrevendo, e seguindo a minha vida. Escrevendo para me compreender e falando para ser compreendida. O que importa é que sou inteiramente eu quando escrevo, e inteiramente eu quando falo. Sou a mesma pessoa, divida em todos os seus sentidos e juntando os mesmos.


Rosicleide David 07/ agosto/ 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário